Máquinas e fotografias analógicas

Há uns tempos (mais ou menos 2 anos) comecei a sentir-me atraída pelo analógico, aquilo que há pouco mais de uma década era o normal. Comprar rolos fotográficos, tirar fotografias a coisas interessantes e especiais, mandar revelar e sentir o gosto do papel de fotografia impresso com os nossos clicks de vários dias diferentes. Todas as fotografias tiradas desta forma têm um interesse diferente, são originais, são únicas, são valiosas. Parece que as memórias ficam mais bem guardadas quando o disparo capta um momento que não conseguimos ir ver logo no lcd da câmara compacta.

Sabia da existência duma câmara com objectiva que os meus pais compraram em 1986 (salvo erro) e tantas fotografias fantásticas tiraram com ela. Uma Petri GX-1 Super. É uma maravilha.

11087821_905933956094498_2100330610_o

Apesar de ter uma objectiva manual e eu ser tão míope que as fotografias maior parte das vezes saem desfocadas, gosto sempre do resultado final.

No início deste ano, comprei dois rolos e gastei o primeiro tirando fotos em algumas viagens que fiz – Armação de Pêra, Silves, Málaga, Londres e Gaia.

O 2º rolo está 80% utilizado em fotos que tirei no dia dos meus anos no parque da cidade… mas ainda falta gastar o resto! Depois irei colocar aqui o resultado também!

O que acham desta forma de fotografar? Algum detalhe em particular que apreciem mais? Eram capazes de voltar ao antigamente e fotografar sempre desta maneira? Eu cá acho que faz sempre falta ter uma máquina digital… é bom ter recordações de tudo (e não ter preocupação se o rolo se estragou!)

Ora vejam algumas das fotografias dos lugares mencionados em cima:

Advertisements

Lagos, cidade Algarvia para visitar e voltar!

Passei uma semana em Lagos, de dia 1 a dia 6 de Junho e não podia ter ficado mais satisfeita com a minha primeira viagem ao Algarve. A cidade de Lagos é maravilhosa, portuguesa ao extremo (com muitos turistas, é verdade) e muito divertida.

O centro é repleto de restaurantes e cafés para que uma pessoa possa escolher a melhor opção de acordo com a sua preferência – eu encontrei várias opções vegetarianas! Mas confesso que o cheirinho a peixe grelhado, estando perto do Mar faz com que qualquer um queira comer um prato desses!

À noite os bares enchem-se de gente e há muitos com turistas a trabalhar lá, principalmente pessoas do Reino Unido. É engraçado ir na rua e ser abordado por uma pessoa com um sotaque britânico super notório e a tentar ganhar clientes para o seu estabelecimento. Encontrei alguns que na vez de voltarem para casa decidiram ficar em Lagos e quando o dinheiro começou a escassear começaram a trabalhar para poder ficar mais tempo.

A melhor parte desta viagem foi sem dúvida as paisagens lindíssimas da costa marítima. Não pude deixar de fazer uma viagem de Kayak com a Kayak Tours que se localiza na praia da Batata. Valeu bem a pena, custa 25€ mas visita-se, atravessando o mar, as praias mais escondidas e as grutas mais pequenas onde os barcos não entram. É algo a fazer se forem a esta parte do Algarve.

Onde ficar? Aconselho vivamente a Pousada da Juventude. Fica no centro da cidade, perto de supermercados (pode-se cozinhar lá) e ainda oferecem um rico pequeno-almoço! A pousada é antiga mas super bonita e divertida. Os seus colaboradores são simpatiquíssimos e tentam sempre criar um ambiente constante à tardinha com todos os que lá estão a passar os dias. Conheci imensa gente assim. Desde alemães, franceses, italianos e ainda uma rapariga portuguesa que andáva a fazer um intra-rail. Outra coisa que quero fazer! Para saberem mais sobre a pousada de Lagos visitem o site: http://microsites.juventude.gov.pt/Portal/pt/PLagos.htm

Em Lagos as pessoas são simpáticas e muito brincalhonas! Cuidado com pedidos de direcção para as praias porque podem ser enganados por gente que se quer divertir à custa dos turistas perdidos! A nós aconteceu isso, mas também fomos logo perguntar a dois miúdos! 🙂

Então é assim, para uma boa estadia na cidade, recomendo irem para a Pousada da Juventude (se tiverem cartão jovem ainda beneficiam de 10% de desconto!) e não se esqueçam de marcar com antecedência pois esta pousada está sempre cheia (sem brincadeira!!), façam uma viagem de Kayak, aproveitem bem as praias – a do Camilo para mim é a mais bonita mas sugiro uma visita a todas, e se quiserem tenham umas aulas de Surf. Os turistas que conheci, disseram que valia muito a pena! Fiquei desapontada por não ter ido nessa mas não percam vocês a oportunidade! Em relação a comer… qualquer sítio é bom, acreditem. Lagos tem uma oferta fantástica de restaurantes! Vão atrás do cheirinho e vejam onde o vosso apetite vos leva! Nós até num restaurante indiano parámos! (Outro fantástico!).

Ficam agora algumas fotografias:

Pagz